21 janeiro 2007

Fim-de-semana em Lx

Isto de andar com máquinas fotográficas emprestadas, dá nisto:
Fico sem bateria na pior altura, e as imagens que pensava boas, afinal estão todas tremidas...
Assim, da Decrescente Fértil na Plataforma Revolver, falta-me registos dos trabalhos da Andrea Brandão e da Artur Duarte. Fiquei também, com muita pena minha, sem imagens da Quando se reúne muito trabalha-se pouco do Gustavo Sumpta na Vpfceam... mas enquanto não arranjo as que me faltam:
Fica o que consegui trazer de Lisboa:




Aid El Quebir (O Dia do Carneiro) de Rui Silvares, companheiro blogosférico aqui.
É a segunda vez que vejo os trabalhos dele ao vivo, e é impresionante a quantidade de pormenores que as fotografias não revelam.

Ghostrider de 2003, de João Fonte Santa.

Esta imagem está péssima, apenas a deixei para se perceber a instalação no espaço. Definição na foto em baixo:

(imagem roubada aqui)


Mais uma má imagem, mas esta tinha mesmo de ficar. Senhoras e senhores: Joseph Kosuth.


Um pormenor do meu Uns minutos antes. Apesar de este trabalho ter sido feito e pensado para a parte II da exposição Busca-Pólos, não resisti à tentação de ver estes morcegos num lugar mais próximo ao seu habitat natural, e gostei bastante do resultado.

4 comentários:

intruso disse...

perdi a inauguração...
(mas não perco a exposição...)

merdinhas disse...

também vou.

holeart disse...

e eu tambem

eu perco tudo

carla disse...

concordo, ficaram bestiais ai no sotão, parabéns