18 maio 2007

período de máximo

.

(remember this?)


.

13 comentários:

intruso disse...

lembrava

(o "todo" parece-me muito bem......)

merdinhas disse...

lembrava-me...

e agora o broken hole ....

Manuel Santos Maia disse...

Olá Isabel!!!
o que é o "período máximo"?
é uma expressão utilizada onde, por quem e em que circunstancias?
Estou muito, muito curioso…
Pelo que já vi…
Vai ser uma boa exposição
Lá estarei para ver
Até já
Beijos
maia

isabel disse...

"período DE máximo"

tomamos um café...
;)
bjinho

linhas tortas disse...

lembro sim. boa surpresa ver agora de onde veio.

Frioleiras disse...

gostei ,,,
gostaria de ver,,,

F.

Manuel Santos Maia disse...

olá!!
É um lugar com luz artificial como este, em que o mundo se transformou, e onde actualmente vivemos
uma luz criada pelo homem,
uma luz insuficiente,
uma luz que falha no iluminar,
uma luz que representa a iluminação,
uma luz que simula,
uma luz que fantasia o espaço, que o transforma, que nos ilude
que nos subtrai o real conhecimento do lugar,
que nos remete para o lugar do desejo, prazer, do prazer desejado,
uma luz que encena a vivência humana no espaço
e que pela representação caracteriza o espaço como lugar humanizado,
um luz criada pelo homem à medida de um desejo,
uma luz insuficiente, num lugar que será sempre menor,
(se atendermos as várias dimensões humanas,
e ao que não foi criado
e que por insatisfação
o leva a criar e a viver nestes espaços)
um espaço que revela o homem
hoje
no mundo de sombras,
de silhuetas,
de luz difusa,

há ainda para ver
os outros trabalhos
que revelam a outra luz,
uma luz próxima da lunar,
que redesenha os objecto, as coisa
subtraindo-as ao real
uma luz que nos afasta do desenho do mundo, das coisas do mundo
e nos transporta para um outro lugar
o da projecção,
o da aparência

esperemos pela exposição
e depois com as imagens
pensemos novamente
na luz, nos lugares e coisas que ela ilumina ou não…
até já
maia

Manuel Santos Maia disse...

que sombra é esta que nos inunda
que escuridão é esta que nos invade
que lugar é este que nos escurece?

Que luz é esta que se conhece melhor quanto mais nos afastamos da vida simples,
que nos localiza relativamente a uma exigência humana de contacto com a natureza
que nos guia num processo negativo
que visão é esta a partir da sombra
que imagem é esta que se ergue da e na sombra
que sombra é esta que se constitui enquanto realidade
e não só experiência da realidade

Manuel Santos Maia disse...

Isabel
Quando disse
lunar
deveria ter dito
luar
e aqui o pensamento torna-se mais complexo
pois temos não só a referência a uma luz num outro lugar
que não o nosso - a lua -
mas a referência uma outra condição existencial,
a uma existência diferente da desenhada no passado pelo iluminismo
depois falamos
beijos
maia

Manuel Santos Maia disse...

vou passar a roupa
o pouco que sei
é-me importante
para depois
e depois é o que vem…

Manuel Santos Maia disse...

há algo de interessante neste gesto de passar a roupa
não importa se está passada
mas importa se não está
pelo menos
para quem se importa

isabel disse...

olá Maia,

pode ser tb. uma luz buzia...
(como quem vê através de um vidro baço - sombras - sim, de um luar!)

bjinhos
e bom trabalho com o ferro de engomar
:)

Jo-zéi F. disse...

Isto sim é ARTE.
Boa malha!
Sem espinhas...